Mudança na permanência em educação: os agrupamentos de escolas e a reemergência do sentido identitário

Journal

[Extrato] Num mundo cada vez mais digitalizado, as
palavras parecem ter perdido densidade
comunicativa. A circulação veloz de ideias e de
conceitos não favorece a sua apropriação crítica,
antes propiciando a generalização de slogans
que suportam discursos, representações e
práticas que tendem a distorcer o sentido dos
propósitos originais. Vivemos tempos marcados
pela fetichização dos conceitos, que tendem a
servir fins identitários, ao unir quem adere e
afastar quem se opõe. Esta realidade é
particularmente expressiva no mundo da
educação que, por se situar no epicentro das
sociedades contemporâneas, é
permanentemente submetido ao escrutínio
público e propenso a modas e experiências
avulsas.
Trabalho é financiado pelo CIEd - Centro de Investigação em Educação, projeto UID/CED/01661/2019, Instituto de Educação, Universidade do Minho, através de fundos nacionais da FCT/MCTES-PT.

Publication

Year of publication: 2020

Identifiers

Alternative Titles