A resolução de problemas de matemática por alunos regulares e com alta capacidade

Journal Article

O desempenho cognitivo e académico de alunos com altas capacidades nem sempre é entendido em termos dos processos cognoscitivos envolvidos na sua aprendizagem. Na ausência dessa análise, psicólogos e professores estão limitados na real avaliação das competências destes alunos e na implementação de práticas de ensino que atendam às suas especificidades e necessidades. Partindo desta realidade, procura-se averiguar como um grupo de alunos de Portugal e de Espanha, com idades entre os 9 e os 12 anos, resolvem problemas. A amostra foi constituída para efeitos comparativos por alunos com elevado potencial intelectual e por alunos regulares. Os dados obtidos mostram um superior desempenho por parte dos alunos com alta capacidade, mesmo controlando o efeito de outras variáveis.
The cognitive and academic performance of high ability
students is not always understood in terms of the cognitive
processes involved in their learning. In the absence of this
analysis, psychologists and teachers are limited in the real
evaluation of the competences of these students and in the
implementation of teaching practices that meet their
specificities and needs. Starting from this reality, we try to
find out how a group of students from Portugal and Spain,
between the ages of 9 and 12, solve math problems. The
sample was composed for comparison purposes by
students with high intellectual potential and by regular
students. The data obtained show a superior performance
on the part of the students with high capacity, even
controlling the effect of other variables.
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

Ramón García Perales
Ana Isabel Almeida

Publication

Year of publication: 2017

Identifiers

ISSN: 2386-7418

Alternative Titles