Desenvolver a consciência histórica em ambientes digitais e ativos: uma proposta didática para o 1.º Ciclo do Ensino Básico

Journal Article

Assistem-se a tempos de profundas transformações na Educação que impõe novos paradigmas de ensino e aprendizagem. E o ensino da História deve acompanhar esses novos paradigmas com vista o desenvolvimento do pensamento histórico e da consciência histórica. A consciência histórica, elemento de orientação chave do indivíduo, permite compreender o passado e o mobilizar para o seu presente (RÜSEN, 2010). Desta forma, delineou-se um estudo que pretende investigar as potencialidades das tecnologias digitais, integradas em metodologias ativas, centradas no paradigma socioconstrutivista e operacionalizadas no modelo aula-oficina, para o desenvolvimento da consciência histórica em alunos do 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico. Recorreu-se ao método de estudo de caso para compreender a realidade estudada. Aplicaram-se várias técnicas e instrumentos de recolha de dados: inquéritos por questionário, Focus Group, entrevistas semiestruturadas, observação participante, trabalhos produzidos pelos alunos e questionários de metacognição. Neste artigo propomos apresentar uma proposta didática sobre a consolidação da identidade nacional com a Batalha de Aljubarrota desenvolvida com alunos portugueses do 1.º CEB (9-10 anos). As atividades foram mediadas por plataformas digitais integradas no modelo da aula-oficina com o intuito de desenvolver conceitos metahistóricos de evidência histórica, multiperspetiva, explicação histórica, significância histórica e narrativa histórica, visando contribuir para analisar as ideias de consciência histórica dos alunos. No momento, os dados estão a ser recolhidos, mas irão ser posteriormente analisados com recurso às técnicas de análise da Grounded Theory com apoio do software Nvivo.
FCTPD/BD/150425/2019

Publication

Year of publication: 2021

Identifiers

ISSN: 2316-7556

Alternative Titles