Professores veteranos e inovação curricular: desafios do recurso à tecnologia como instrumento pedagógico

Conference Paper

A inovação é uma dimensão central na gramática educacional atual (e.g. OECD, 2010; Vincent-Lancrin, Jacotin, Urgel, Kar, & González-Sancho, 2017), num contexto em que as tecnologias se apresentam como instrumentos úteis na promoção de uma nova cultura de aprendizagem (Thomas & Brown, 2011). Uma cultura que coloca os aprendizes no centro do processo de aprendizagem, convidando-os a participar, o que antes não era possível. Assim, a flexibilidade e a personalização são hoje elementos essenciais numa dinâmica que visa alcançar aprendizagens autênticas e motivantes, concebidas como um processo social (Punie et al., 2006). Os professores são peças chave na articulação de novos cenários educativos (Lencastre et al., 2014), competindo a estes profissionais a orientação dos programas curriculares de acordo com as necessidades dos públicos e dos contextos em que atuam (Morgado, 2017; Morgado, Fernandes & Mouraz, 2011). Considerando que, em Portugal, a classe docente passa por um processo de envelhecimento, existindo neste momento 38 % dos professores do ensino não superior com mais de 50 anos (OECD, 2018), o projeto Rekindle+50 foi elaborado com o intuito de responder aos desafios das novas culturas de aprendizagem e de apoiar um conjunto de professores que, eventualmente, possa ter menor familiaridade com as tecnologias – os professores veteranos (Carrilo & Flores, 2018; Orlando, 2014). Este projeto inclui o desenvolvimento de uma formação em tecnologias móveis para professores com mais de 50 anos, visando potenciar a sua agência curricular, a partir de práticas educativas mediadas pelas tecnologias móveis. O objetivo central desta comunicação é discutir dados referentes ao processo formativo de professores que participam da primeira formação no âmbito do projeto. Nesse sentido, reportamos a uma análise de conteúdo dos diários digitais de aprendizagem dos formandos e abordamos dados de um questionário fechado aplicado a esses professores. Em linhas gerais, os resultados demonstram o interesse dos professores veteranos em desmistificar as ferramentas tecnológicas, denotam alguma insegurança dos docentes no manuseio das tecnologias em contexto pedagógico e reconhecem que as tecnologias têm potencial para motivar e promover entusiamo no exercício pedagógico dos professores experientes.
Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) do PORTUGAL 2020, e Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP (FCT)

Publicação

Ano de Publicação: 2019

Identificadores

Títulos Alternativos