Validity studies of the scale of positive and negative perceptions about alcohol effects

Journal Article

OBJECTIVE To describe the process of elaboration and validation of the Scale of Perceptions about Alcohol Consumption in Higher Education Students in a Portuguese sample, considering the relationship between alcohol use rates and students' perceptions about the effects of this consumption. METHODS The validation study included 531 Portuguese college freshmen who answered the instrument, which is composed of five items that express positive perceptions and five items that express negative perceptions about the effects of alcohol consumption. RESULTS Evidence of content validity, internal structure and external variables were obtained. The results of the factor analysis confirm the distribution of positive and negative perceptions by two different factors according to the theoretical model. Adequate internal consistency indexes were obtained for each dimension. The data obtained showed expected correlations between the perceptions and consumption behaviors of the students, indicating evidence of criterion validity of the scale. Moreover, the study showed that different consumption patterns between men and women, with higher alcohol consumption in the students' households and restaurants or cafés by male students, in addition to the similarity in the consumption pattern between the two genders in parties and bars or nightclubs. CONCLUSION The data obtained show the validity of the instrument. In the discussion, the article presents considerations about the responsibility of higher education institutions in the prevention and reduction in consumption rates among their students.
OBJETIVO: Considerando a relação entre as taxas de uso de álcool e as percepções dos
estudantes sobre os efeitos desse consumo, descrever o processo de elaboração e validação da
Escala de Percepções sobre o Consumo de Álcool em Estudantes do Ensino Superior em uma
amostra portuguesa.
MÉTODOS: Participaram do estudo de validade 531 estudantes portugueses do primeiro ano
do ensino superior que responderam ao instrumento, composto por cinco itens que expressam
percepções positivas e cinco itens que expressam percepções negativas sobre os efeitos do
consumo de álcool.
RESULTADOS: Evidências de validade de conteúdo, de estrutura interna e baseadas em
variáveis externas foram obtidas. Os resultados da análise fatorial confirmam a distribuição das
percepções positivas e negativas por dois fatores diferenciados em acordo com o modelo teórico
de partida. Índices adequados de consistência interna foram obtidos para cada dimensão. Os
dados obtidos mostraram correlações esperadas entre as percepções e os comportamentos de
consumo dos estudantes, indicando evidências de validade de critério da escala. Em acréscimo,
o estudo indicou haver padrões de consumo diferenciados entre os sexos, registando-se maior
consumo de álcool nas residências e nos restaurantes ou cafés por parte dos homens, além de
similaridade entre os dois sexos no padrão de consumo em festas e bares ou discotecas.
CONCLUSÃO: Os dados obtidos evidenciam a validade do instrumento. Na discussão dos
dados, o artigo apresenta considerações sobre a responsabilidade das instituições de ensino
superior na prevenção e redução das taxas de consumo entre a sua população estudantil.
DESCRITORES: Adulto Jovem. Educação Superior. Consumo de Bebidas Alcoólicas, psicologia.
Comportamentos de Risco à Saúde. Inquéritos e Questionários. Estudos de Validação.
This study is funded by CIEd - Centro de Investigacao em Educacao, project UID/CED/01661/2019, Institute of Education, Universidade de Minho, through national funds of FCT/MCTES-PT. Joana R. Casanova receives funding from the Foundation for Science and Technology, through a doctoral fellowship with the reference SFRH/BD/117902/2016.

María Fernanda Páramo Fernández
Caroline Tozzi Reppold
Maria Soledad Rodriguez Gonzalez

Publicação

Ano de Publicação: 2020

Identificadores

ISSN: 0034-8910

Títulos Alternativos