Satisfação acadêmica: um estudo qualitativo com estudantes universitários de Moçambique

Journal Article

A expansão do ensino superior em Moçambique tem associado uma maior diversificação sociocultural dos estudantes, permitindo o ingresso de alunos das classes sociais mais desfavorecidas. No entanto, são também estes os discentes que mais dificuldades experienciam na sua adaptação, sucesso e permanência. Em face desta constatação, o presente artigo analisa a satisfação acadêmica de estudantes universitários
moçambicanos em relação à sua vivência acadêmica. Participaram do estudo 30 alunos de diferentes cursos, frequentando o 1º ou 2º ano dos cursos. Os educandos realizaram individualmente uma entrevista semiestruturada sobre a satisfação com as suas experiências acadêmicas. Os resultados reportam que os aspetos mais referenciados pelos estudantes dizem respeito às infraestruturas, relações interpessoais e condições de aprendizagem. O desenvolvimento da autonomia e a preocupação com a futura profissão
também emergiram como áreas importantes. As condições de aprendizagem e das infraestruturas são dimensões que apontam maior insatisfação junto dos alunos universitários. Os resultados permitem identificar itens importantes a considerar na construção de um questionário de avaliação da satisfação dos universitários com as suas experiências acadêmicas, sugerindo também áreas de intervenção institucional para promoção do envolvimento e do sucesso acadêmico desses discentes.
The expansion of higher education in Mozambique has been associated with greater
socio-cultural diversification of students, allowing the entry of students from the most
disadvantaged social classes. However, these are also the students who experience
the most difficulties in their adaptation, success and permanence. In view of this
observation, this paper analyses the satisfaction of Mozambican college students in
relation to different aspects of their academic experience. A group of 30 students from
different courses, in their 1st or 2nd years, participated in the study. Students
responded individually to a semi-structured interview about the experience of satisfaction regarding their academic experience. The results indicate that the most
valued dimensions are related to the infrastructures of the institution, interpersonal
relationships, and conditions for learning. The development of autonomy and
preparation for the future job also emerged. Learning conditions and the institution’s
infrastructures were the aspects with higher students´ dissatisfaction. The results of
this study can be used to identify items for the construction of an instrument of
collective application to assess students' academic satisfaction and, on the other hand,
suggest where institutions can introduce changes to support students’ learning and
engagement.
La expansión de la educación superior en Mozambique se encuentra asociada con una
mayor diversificación sociocultural de los estudiantes, lo que permite la entrada de
discentes de las clases sociales más desfavorecidas. Sin embargo, estos son los
educandos también que más dificultades experimentan en su adaptación, éxito y
permanencia. En vista de esta observación, este artículo analiza la satisfacción
académica de los estudiantes universitarios mozambiqueños en relación con su
experiencia acadêmica. Participaron del estudio 30 estudiantes de diferentes titulaciones,
frecuentando el 1º o 2º año de los cursos. Los estudiantes realizaron individualmente una
entrevista semiestructurada sobre su satisfacción con sus experiencias académicas. Los
resultados señalan que los aspectos más mencionados por los aprendices están
relacionados con las infraestructuras, las relaciones interpersonales y las condiciones de
aprendizaje. El desarrollo de la autonomía y la preocupación por el futuro profesional
también surgieron como áreas importantes. Las condiciones de aprendizaje y las
infraestructuras son dimensiones que sugieren un mayor descontento entre los
estudiantes universitarios. Los resultados permiten identificar ítems importantes a
considerar en la construcción de un cuestionario para evaluar la satisfacción de los
universitarios con sus experiencias académicas, sugiriendo, además, áreas de
intervención institucional para promover la participación y el éxito acadmico de estos
estudiantes.

Farissai Pedro Campira
Alexandra M. Araújo

Publicação

Ano de Publicação: 2021

Identificadores

ISSN: 2448-3583

Títulos Alternativos